Condomínio Simples

COMO FUNCIONA A AUDITORIA DE UM CONDOMÍNIO

Todo mundo sabe que condomínios movimentam dinheiro. No meio de tantos recursos, podem se tornar vítimas de fraudes, desvios e outros problemas que podem ocorrer devido à má-fé ou descuidos cometidos por administradoras e até mesmo síndicos. Uma forma de se prevenir contra esse tipo de complicação é através da auditoria em condomínio. Administrar um condomínio não é tarefa fácil, pois exige muita responsabilidade por parte de quem o faz. 

Porém, há algumas formas de minimizar possíveis problemas que venham a ocorrer na prestação de contas, por exemplo. Muitos destes erros podem vir a acontecer pela falta de conhecimento do síndico, que nem sempre tem domínio dos afazeres que precisa assumir. Assim, a contratação de uma auditoria condominial torna-se prudente e necessária.

A tarefa do auditor consiste em realizar testes de controle, afirmação, veracidade e consistência nos saldos apresentados, igualmente da documentação existente. Ele examina as transações financeiras, contábeis e orçamentos, observando as normas legais vigentes, bem como a convenção do condomínio, do mesmo modo que inspeciona os livros de registro de assembleias, reuniões de conselhos e todo e qualquer documento que seja de propriedade do condomínio e mereça crítica.

É importante destacar que existem dois tipos de auditoria: a investigativa e a preventiva.

  • Preventiva, em que as irregularidades, ou não conformidades, são informadas e regularizadas pontualmente. Ela dá suporte ao grupo gestor e transparência aos condôminos. Muitos condomínios fazem essa auditoria mensalmente;
  • Investigativa, ideal para quem está desconfiando da existência de ilegalidades no gerenciamento das contas condominiais. A intenção é obter provas de fraudes, superfaturamentos ou desvios de verbas, visando destituir ou penalizar os culpados.

 

FRAUDES EM CONDOMÍNIOS MAIS COMUNS IDENTIFICADAS PELAS AUDITORIAS:

  1. Falta de lançamento de acordos ou recebimentos feitos diretamente entre síndico ou administradora e condôminos inadimplentes;
  2. Saques realizados na conta do condomínio sem a devida justificativa;
  3. Emissão e uso de notas fiscais frias.

Quando forem constatadas fraudes no condomínio, seja por parte do síndico ou da administradora, cabe uma ação judicial para que seja comprovado o descumprimento das normas.

Quando comprovadas, são aplicadas as devidas sanções da lei e cobrados judicialmente os valores desviados.

 

QUAIS OS PRINCIPAIS ITENS AVALIADOS EM UMA AUDITORIA

Na auditoria em condomínio, uma empresa ou contador especializado em gestão de condomínios é contratado para:

  • Avaliar as contas do condomínio;
  • Verificar se as notas fiscais não são frias;
  • Se tudo está de acordo com o serviço ou produto contratado;
  • Se não houve nenhum tipo de fraude em condomínio;
  • Constatar se os prestadores de serviço estão cumprindo rigorosamente com os contratos;
  • Avaliar se não está ocorrendo algum tipo de desvio de verba;
  • Garantir que tudo esteja constando em relatórios de fácil visualização e conferência por parte dos condôminos.

 

COMO FAZER AUDITORIA EM CONDOMÍNIO?

Para finalizar, vamos falar sobre algumas questões práticas acerca das auditorias em condomínio.

O custo de uma auditoria de condomínio sofre uma variação conforme o tamanho do empreendimento. É comum que o valor seja estipulado com base no número de unidades do condomínio. 

Por outro lado, as auditorias investigativas geralmente são mais caras. A urgência desse tipo de análise requer uma maior dedicação do auditor em um menor período de tempo. Para isso, o valor desse tipo de auditoria é calculado a partir do orçamento de horas mais o número de unidades do condomínio.

Mas pode ter certeza que o valor investido em uma auditoria será muito menor do que se seu condomínio tiver sendo alfo de fraudes. 

RELATÓRIO DE AUDITORIA DE CONDOMÍNIO

Ao final da análise das contas do condomínio, a empresa auditora entrega um relatório da auditoria do condomínio. Esse documento também é comumente chamado de parecer de auditoria em condomínio.

 

Com o auxílio de recursos tecnológicos, o profissional compila todas as informações adquiridas ao longo da investigação. No caso de auditorias preventivas, esse processo é constante e geralmente é entregue um relatório mensal, trimestral, semestral ou anual.

 

DICA AOS SÍNDICOS

Separe bem a conta ordinária, relativa aos pagamentos das despesas usuais, da conta extraordinária, voltada para custeio de consertos e reformas das áreas comuns, os quais são, em sua maioria, aprovados em assembleia, juntamente com o rateio extra. 

Outra dica é verificar, no momento dos recebimentos de condôminos Inadimplentes, se os valores de multa e juros estão corretos e se estão sendo cobrados e depositados na conta do condomínio. É também importante fazer uma análise entre os valores orçados em assembleia e os efetivamente gastos. Analisar ainda se a quantidade de funcionários cobrados pelas empresas terceirizadas é a que está sendo alocada efetivamente no condomínio. Confira se as horas extras pagas estão corretas, tanto para os funcionários diretos quanto para o montante apresentado pelas empresas terceirizadas.

A auditoria condominial é uma grande aliada ao trabalho do síndico, trazendo transparência e profissionalismo à gestão condominial.

 

Gostou do nosso conteúdo? Baixe o nosso e-book: Tudo sobre auditoria de condomínios

Auditoria em condomínio
06/11/2019   publicado por: Condac Condomínios
Tags:
Icone House

Nós conhecemos a vida em condomínio

Temos soluções ideais para o seu condomínio