Condomínio Simples

Tipos de irregularidades nas áreas comuns do condomínio

Os espaços comuns dos condomínios são áreas que precisam ser zeladas por todos aqueles que fazem parte do corpo condominial. Não é apenas uma função do síndico ou daqueles que trabalham no condomínio. Esses espaços também são motivos de alguns estresses, então vamos alertar sobre irregularidades mais frequentes nas áreas comuns dos condomínios.

art. 1.331. “Pode haver, em edificações, partes que são propriedade exclusiva, e partes que são propriedade comum dos condôminos.

2o O solo, a estrutura do prédio, o telhado, a rede geral de distribuição de água, esgoto, gás e eletricidade, a calefação e refrigeração centrais, e as demais partes comuns, inclusive o acesso ao logradouro público, são utilizados em comum pelos condôminos, não podendo ser alienados separadamente, ou divididos. ”

Código Civil (CC)

 

O ESPAÇO NÃO É SÓ SEU

Entre as irregularidades praticadas nas áreas comuns, citamos os seguintes exemplos: Num edifício, o dono de um apartamento fere a lei ao isolar com grade ou parede parte do corredor, do vão da laje ou área do edifício, o que pode gerar, além de outros inconvenientes, a redução da ventilação e da luminosidade para as unidades vizinhas.

Há também aquele que coloca diversos vasos de plantas no corredor ou na garagem atrapalhando a passagem, sendo obrigação legal deixar essas áreas comuns livres para circulação de todos.

 

SUJOU, LIMPOU!

A limpeza das áreas comuns é responsabilidade de todos. Se sujou, limpe. O importante é saber que a área comum bem cuidada valoriza sua propriedade.

Esse tipo de atitude proativa faz muita diferença para a preservação dos espaços e estimula o bom relacionamento. No entanto, existem alguns serviços que devem ser conduzidos por profissionais para garantir a segurança de todos e o bom funcionamento da logística.

Para quem tem PET você deve ser responsável por recolher a sujeira provocada por seus bichinhos ou as necessidades feitas nas áreas comuns. Isso evita problemas com vizinhos e a limpeza frequente não causará a transmissão de bactérias.

 

RESERVE COM ANTECEDÊNCIA

As áreas de festas costumam ser muito disputadas, especialmente em épocas de férias ou final de ano. A partir disso, respeite as datas-limite de agendamento e não peça reservas em cima da hora.

Faça uma lista de eventos com antecedência, como aniversários, churrascos ou batizados, para que a divisão seja feita de maneira igualitária.

Uma sugestão válida ao síndico é que exista um calendário que priorize a antecedência. Assim, todos acabam se organizando melhor e evitando discussões desnecessárias.

 

A GARAGEM É SUA MAIS NÃO PODE FAZER O QUE QUISER

A garagem é uma das áreas usadas todos os dias pelos moradores e onde se encontra mais irregularidades. Por esse motivo, o cuidado com a preservação deve ser redobrado, pois as chances de problemas são muito maiores. Nunca estacione em locais que atrapalhem os vizinhos e esteja sempre disponível caso a garagem tenha vagas fechadas.

Essa é uma das partes mais fiscalizadas por aqueles que são responsáveis pelo condomínio, uma vez que envolve danos ao patrimônio dos moradores. Então, além dos carros em volta, tome conta da manutenção do espaço da garagem e evite deixar sujeita acumulada ou resíduos de vazamento de óleo que possam causar acidentes.

Importante lembrar que sua garagem não pode virar um depósito onde se guarda pertences, material de construção, etc. Além de atrapalhar a circulação, o acumulo de materiais diversos pode ocasionar o aparecimento de insetos ou animais indesejados.

 

SUA CRIANÇA DEVE SER ACOMPANHADA

É claro que as crianças podem aproveitar o playground para se divertir respeitando as regras do condomínio. No entanto, existem alguns espaços que as brincadeiras sem supervisão podem causar danos à estrutura e incluir despesas desnecessárias ao orçamento.

Fique sempre de olho nos pequenos e delimite os locais de acesso ao playground, às quadras e aos salões de jogos. Além de garantir o cumprimento das regras, esse cuidado ainda se transforma em um importante aliado da segurança, pois evita que alguém se machuque em áreas inadequadas.

Como vimos, preservar as áreas comuns do condomínio é uma tarefa que exige dedicação. O diferencial está em conhecer suas responsabilidades para que seja possível criar um ambiente harmonioso, seguro e agradável, em uma comunidade cada vez mais colaborativa. [03 Dicas para entreter as crianças no condomínio]

VIVENDO EM COMUNIDADE

Não podemos ignorar que viver em sociedade é difícil, mas devemos preservar a democracia e a justiça, logo a vivencia no condomínio não pode se tornar a lei da selva, onde a vontade do mais forte se sobressai.

 

Gostou das dicas? Continue acompanhando os nossos conteúdos aqui no blog e em nossas redes sociais.

A CONDAC vem inovando e ajudando a capacitar novos profissionais para integrar o Mercado condominial que vem crescendo cada vez mais. Então acompanha a gente para ficar por dentro das palestras e cursos que realizamos.

 

Mais assuntos:

Para que serve o Regimento Interno?

7 regras básicas para conviver em um condomínio

Festas em áreas comuns: Como proceder?

 

11/03/2020   publicado por: Condac Condomínios
Tags: #áreas comuns #condominios #garagem
Icone House

Nós conhecemos a vida em condomínio

Temos soluções ideais para o seu condomínio