Condomínio Simples

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS EM GARAGENS DE CONDOMÍNIO

O uso das garagens de condomínio é um dos temas que mais geram reclamações entre os moradores. São várias queixas relacionadas ao uso da garagem, seja por um carro mal estacionado, por “trancar” outros carros ou usar a garagem como depósito. Mas afinal, quais os principais problemas em garagens de condomínios?

Os principais problemas que surgem quando o assunto é garagem de condomínio são:

  • Disputa pelas melhores vagas;
  • Carros de visitantes;
  • Veículos mal estacionados;
  • Furtos;
  • Carros amassados e danos causados por outros moradores;
  • Armazenamento de objetos e entulhos;
  • Crianças que brincam próximo aos veículos e por aí afora.

Para entender melhor como lidar com esse tipo de situação e qual é a atitude ideal para ser tomada diante delas, segue algumas dicas para minimizar os problemas em garagens de condomínio.

Vaga com mais de um veículo

A cena mais comum é um carro e uma moto estacionados na mesma vaga, geralmente o condômino julga a moto tão pequena que estaciona junto ao carro e acaba não percebendo que esse pequeno espaço pode atrapalhar outro carro fazer uma manobra, ou mesmo a circulação dos moradores pela garagem.

O condomínio pode lidar com a situação da maneira que for mais adequada. Alguns moradores não se sentem incomodados com a situação, mas quando alguém reclamar ou se sentir prejudicado o ideal é que seja resolvido de maneira amigável a fim de evitar que o problema tome maiores proporções.

Garagem não é lugar de criança

A garagem não deve ser utilizada para circulação de bicicletas, skate ou patins, sob risco de causar acidentes com crianças ou mesmo adultos. O trânsito destes brinquedos deve ser estritamente proibido. Quando circular neste ambiente, a criança deve estar acompanhada de um adulto.

Depósito na garagem

A grande maioria dos condomínios proíbe utilizar a vaga de garagem como um depósito para armazenar móveis, entulhos ou outro tipo de material pois acaba propiciando o aparecimento de pragas como baratas e ratos. Mesmo que a garagem seja de uso privado, a finalidade do seu uso é para acomodar os veículos. Se houver esse tipo de prática é passível de notificação e/ou multa.

Ou ainda, se os condôminos quiserem mudar a estrutura das vagas, como por exemplo, instalar armários ou um local para colocar bicicletas, a questão deve ser levada para uma assembleia e a maioria decide o que ser feito, condomínio é coletividade.

Vale ressaltar que para ambos os casos é essencial verificar o regimento interno do condomínio e ver o que ele diz sobre essas questões. Se não houver nenhuma regra pré estabelecida o indicado é convocar uma assembleia para falar sobre o assunto.

Mudança na garagem

É perfeitamente aceitável que no dia da mudança o condômino deixe caixas ou móveis na garagem enquanto faz o deslocamento, desde que não ultrapasse o seu espaço. Porém, utilizar a garagem para guardar móveis, utensílios e outros projetos não deve ser permitido.

Vagas presas

Uma das principais questões vividas tanto em estacionamentos de estabelecimentos comerciais quanto os de condomínios residenciais são as “vagas presas” – quando um veículo é impedido de chegar ou sair devido outro estar bloqueando a passagem.

O principal é usar o bom senso, não fazer com o vizinho o que não gostaria que fosse feito com você. Se não houver outra alternativa e um carro acabar trancando o outro é importante conversar com o dono do outro veículo e se disponibilizar para removê-lo quando necessário.

Velocidade máxima

Uma velocidade máxima, normalmente de 10 km/h, deve ser estabelecida para o percurso do portão até a garagem.

Aluguel ou venda de garagem

A venda ou aluguel de vaga de garagem para não moradores é proibida por um veto da Lei Federal nº 12.607. Porém, se previsto em Regimento Interno, o morador pode vender ou alugar a garagem que não esteja utilizando para outro morador.

Quantidade e tamanho das vagas

Garagens de condomínios possuem, em sua grande maioria as vagas delimitadas conforme a quantidade de unidades, alguns condomínios dispõem de mais de uma vaga por unidade, porém a grande maioria só disponibiliza uma vaga no caso de vagas fixas, quando se trata de vagas rotativas são ocupadas de acordo com a ordem de chegada dos veículos.

Outro fator importante para dar atenção diz respeito aos tamanhos das vagas, nem todos os condomínios possuem vagas adequadas para carros maiores, por tanto esse item é algo a ser levado em consideração pelo proprietário ou inquilino da hora de comprar ou alugar o imóvel.

Síndico: Dicas para evitar os conflitos

Agir rapidamente e com firmeza. Não hesitar em aplicar as advertências e multas previstas na Convenção e no Regimento Interno. Esse é um problema que, se não for combatido desde o princípio e seriamente, pode gerar uma prática que se torna uma das principais causas de atrito em condomínios

Realizar uma campanha de esclarecimento, com cartazes no elevador e no quadro de avisos da garagem, se houver.

Além disso, se houver câmeras na garagem, pode-se orientar o porteiro ou zelador interfonar imediatamente para a unidade relativa ao automóvel deixado fora da vaga, solicitando o estacionamento na vaga correta. É claro que isso só será feito se não for preciso deixar a portaria a descoberto para identificar o veículo.

Quando houver espaço disponível, pode ser tentada a redistribuição das vagas com a criação de uma vaga de carga e descarga, próxima ao elevador, com permanência de 15 minutos com o pisca-alerta aceso.

Antes de mais nada, consulte a Convenção e o Regulamento do condomínio sobre o assunto.

Agora que você já sabe os principais problemas nas garagens dos condomínios e como proceder, convidamos para uma leitura sobre outro assunto muito importante. Recentemente escrevemos um texto falando a importância de ter uma administradora de condomínios. Basta clicar aqui para mais uma leitura relevante. 

Até breve.

 

PROBLEMAS EM GARAGENS DE CONDOMÍNIO
09/09/2020   publicado por: Condac Condomínios
Tags:
Icone House

Nós conhecemos a vida em condomínio

Temos soluções ideais para o seu condomínio